quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Caráter Forjado pela Fé é Certeza de Vitória!


De fato, sem fé é impossível agradar a Deus, porquanto é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam” (Hebreus 11:6).

            Seguindo com a nossa reflexão sobre as bases estruturais do caráter cristão, a partir do amor, o fruto do Espírito Santo (Gl5: 22-23), nesta oportunidade estudaremos sobre a fé, como um dos pilares indispensáveis para a formação do caráter cristão.
            Creio que fé e caráter cristão são elementos interdependentes, visto que, “a fé sem caráter produz fanatismo e hipocrisia e, o caráter sem fé, redunda no racionalismo”. Na realidade, a fé forja o caráter cristão!
            Para o sentido desta pastoral, o caráter cristão é entendido como o conjunto das características que a Bíblia fala que são inerentes a Jesus Cristo e quedevem existir e serem desenvolvidas e cultivadas da vida daqueles que nasceram de novo e têm o Espírito Santo. A nova vida cristã deve ser externada e vivenciada por meio da transformação do caráter (Rm 12:1-2).
            Sem entrar no campo das definições psicológicas e sem polemizar teorias, pessoalmente, creio que existem algumas diferenças básicas entre personalidade e caráter, a saber:
            1 – A personalidade tem relação com a aparência, com o exterior, na realidade é o que somos por fora e, muitas vezes, pode ser uma máscara ou disfarce (προσωπονprosopon” ou μορφη “morphe”, são algumas das palavras gregas usadas para personalidade e podem significar “forma exterior”, “aparência externa”, “molde”, “máscara ou disfarce); O caráter tem relação com o interior, é o que somos por dentro, principalmente quando não tem ninguém por perto, é aquilo a vida significa, são os valores e os conceitos pelos quais vivemos. Pessoalmente, creio que o caráter não é inato, tem que ser formado, ser talhado a cada dia, pouco a pouco.
            2 – A personalidade tem o poder de abrir portas; O caráter mantém-nas fechadas.
Alguém já disse: “Você se apaixona por uma personalidade e, após o casamento, tem que conviver com um caráter”.
            Além da obediência, que “é o brilhante na coroa de um caráter verdadeiramente cristão”, para vencer as lutas do dia a dia, o crente precisa, também, da fé.
            Confiar na força de Deus e ter fé a despeito das circunstâncias é uma questão de caráter. Todos nós temos os nossos momentos de “fornalha” (Daniel 3:1-30), muitas vezes somos obrigados a fazer coisas contra os nossos conceitos e, por conseguinte, somos expostos a situações conflituosas e nos vemos entre a “cruz e a espada”, ou seja, entre a VIOLAÇÃO DO CARÁTER e a FORNALHA ARDENTE. Nestas horas se o caráter de Cristo não estiver bem formado no caráter do crente, ele não suportará. Se ele não conhecer bem os atributos e o caráter de Deus, se os seus conceitos não estiverem bem ajustados e bem sintonizados à Palavra de Deus, certamente ele sucumbirá.
            De fato, “sem fé é impossível agradar a Deus”. Aliás, a vida cristã começa pelafé e deve caminhar pela fé. As tribulações são momentos em que podemos constatar a grandeza da nossa fé. A fé é parte integrante do caráter cristão. Crer no amor e no poder de Deus e obedecer aos Seus mandamentos geram em nós atitudese ações que revelam o caráter de Cristo.
            O apóstolo Paulo também demonstrou caráter bem formado, ao enfrentar as suas tribulações e sofrimentos e, deixou claro que nós não estamos livres delas, e que, sãoexatamente delas que emana o poder de Deus (2 Coríntios 12:9).
            A história dos três amigos de Daniel (Dn3), deixa claro que viver pela fé não nos torna imunes aos perigos e às situações difíceis e nos ensina que confiar na força de Deus é sermos fiéis a Ele, independentemente das circunstâncias, mesmo, se por ventura, Ele (Deus) não intervir. Assim sendo, fica claro que a nossa certeza não pode depender das circunstâncias, ou seja, ela não pode estar condicionada à ação de Deus em nosso favor. Quem confia na força de Deus, confia em qualquer situação (Daniel 3:17-18).
            Na realidade, o que os três rapazes estavam dizendo era o seguinte: “O nosso Deus nos livrará do fogo e das tuas mãos, contudo, se isto não acontecer, mesmo assim, continuaremos fiéis a Ele”. Em outras palavras, o nosso caráter é inegociável!
            Na parábola do Semeador (Lucas 8:13), Jesus mostra um exemplo de fé não lastreada no caráter: “A que caiu sobre a pedra são os que, ouvindo a palavra, a recebem com alegria; estes não têm raiz, crêem apenas por algum tempo e, na hora da provação, se desviam”. Enfrentar as adversidades, provas e tentações, exige carátercristão bem formado e a fé é um tijolo fundamental na sua construção.
            O caráter forjado pela fé potencializa a eficácia da oração. Para Tiago, essa é “a oração da fé que salvará e levantará o enfermo” (Tg 5:15).
            Ao invés de ficar lamentando os sofrimentos ou maldizendo as aflições, o crente deve procurar crescer no caráter de Cristo e enfrentá-los como instrumentos de Deus para o seu benefício. Ao final, sempre será vencedor! (Dn3: 29-30).

Rev. Marcos Serjo
Pastor Sênior da IPB Central de Cuiabá

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...